XXIX Jornadas Teológicas

Deus e sociedade: do presente para o futuro

 

De 22 a 24 de Maio de 2017

 

A Teologia, consciente de que é impossível falar de Deus na sua grandeza, não deixa de tentar pensar corretamente a transcendência ao passo que busca falar corretamente sobre o fundamento do homem. Neste sentido, e sendo o homem, na sua busca por Deus, um ser entranhado no mundo, é essencial, para compreender quer um, quer outro fator, mergulhar nas «alegrias e esperanças, angústias e tristezas» (GS 1) do ser humano de hoje, pois só assim se poderá atingir um patamar progressivamente mais eloquente no discurso sobre Deus.

Com efeito, a Equipa da Revista Cenáculo, juntamente com a Associação de Estudantes da Faculdade de Teologia de Braga,  propõe que o tema a abordar nas próximas Jornadas Teológicas compreenda o lugar de Deus nestes tempos definidos como pós-modernos, abarcando quer a questão do homem, quer a questão de Deus, mas igualmente o próprio sentido da questão que nos interpela de forma radical dizendo «Deus ou nada»[1].

 

1º dia: 22/05/2017 – 21:15 h

- Deus na sociedade contemporânea

Ø  É Deus uma mera necessidade do Homem?

Ø  Tem Deus necessidade do ser humano?

Ø  Qual a relação entre o Homem de hoje e a Transcendência?

Ø  Como falar de Deus num tempo de relativismo, positivismo e utilitarismo?

 

Orador:

·         Professora Doutora Maria Clara Bingemer

 

2º dia: 23/05/2017 – 21:15 h

- o fenómeno religioso como identidade e cultura europeia

Ø  O que é a laicidade? É possível um Estado com essas características?

Ø  É o religioso utilizado no campo da política e da economia como apoio e vice-versa?

Ø  É possível pensar a Europa e Portugal sem a referência ao fenómeno religioso?

Ø  Como poderá a segurança e identidade europeia relacionar-se com o acolhimento do diferente e manter a marca humanística da modernidade?

 

Orador:

·         Dr. Guilherme d`Oliveira Martins

 

3º dia: 24/05/2017 – 21:30 h

-  A questão de Deus no diálogo inter-religioso: Um caminho em direção à paz para a sociedade actual

Ø  São as religiões fonte de violência nos dias que correm?

Ø  Religião: lugar do acolhimento ou do conflito?

Ø  É a religião que está distante dos Homens ou, pelo contrário, são os Homens que estão distantes da religião?

Ø  Que perspetivas para o futuro?

 

(mesa redonda com três intervenientes)

·         Um representante Católico – D. António Moiteiro, Bispo de Aveiro

·         Um representante Judeu – Dr. Joshua Ruah

·         Um representante Muçulmano – Dr. Abdul Rehman Mangá



 

[1] Título do livro do Cardeal Robert Sarah, Deus ou nada, Lucerna, 2016.